Arquivo da categoria: Livros

Lucerna é a revista literária digital da Fundação José Saramago. Foi lançada hoje em comemoração do Dia Nacional do Livro. Abaixo um pouquinho do que ali está. Cadernos de Lanzarotte I (1994) 13 de agosto Continuo a trabalhar no Ensaio … Continuar lendo

Publicado em Artes Plásticas, Livros, Pensieri, Persone, Poesia, Uncategorized | 2 Comentários

A busca do absoluto

Fragmento do texto escrito por Jean-Paul Sartre para a apresentação do catálogo da exposição “Alberto Giacometti”, em Nova York, na Pierre Matisse Gallery, em janeiro de 1948. “… Giacometti costuma representar nosso embaraço colocando, por exemplo, uma cabeça longínqua sobre … Continuar lendo

Publicado em Artes Plásticas, Livros, Persone | Deixe um comentário

A invenção da solidão

“Lentamente, vou compreendendo o absurdo da tarefa de que me incumbi. Tenho a sensação de tentar ir a algum lugar, como se eu soubesse o que quero dizer, mas quanto mais longe vou, mais seguro me sinto de que o … Continuar lendo

Publicado em Livros, Pensieri | Deixe um comentário

Recortando Tarkovski

“De qualquer modo, fica perfeitamente claro que o objetivo de toda arte – a menos, por certo, que ela seja dirigida ao ‘consumidor’, como se fosse uma mercadoria – é explicar ao próprio artista, e aos que o cercam, para … Continuar lendo

Publicado em Artes Plásticas, Fotografia, Livros, Música, Ofício do cantor, Pensieri, Poesia | Marcado com | 2 Comentários

Mia Couto

‎” ‘Não basta que seja pura e justa a nossa causa. É preciso que a pureza e a justiça existam dentro de nós.’ “Esse que escreveu isso é um homem bom, mas está sozinho.”

Publicado em Livros, Pensieri | 2 Comentários

Só – Edgar Allan Poe

Não fui, na infância, como os outros e nunca vi como outros viam. Minhas paixões eu não podia tirar de fonte igual à deles; e era outra a origem da tristeza, e era outro o canto, que acordava o coração … Continuar lendo

Publicado em Livros, Pensieri, Poesia | 2 Comentários

O olho do pintor

Releio com frequência  as cartas que Van Gogh escreveu para seu irmão Theo, e sempre me surpreendo com momentos de extrema e despretensiosa poesia, como o trecho que segue. “Aqui as moradias são muito grandes entre carvalhos de um bronze … Continuar lendo

Publicado em Artes Plásticas, Livros, Poesia | Deixe um comentário