Fim de sequestro

Desde o dia de ontem por volta das 17:30, minha mulher e eu vivemos momentos de sequestro. Nos fundos de nosso prédio há um estacionamento que serve a uma escola de natação. Esse estacionamento foi utilizado para uma festa que varou a madrugada, nosso sossego e ouvidos. Acordo lá pelas duas da manhã e não consigo mais dormir até ver o sol raiar. Ouço todas as conversas do povinho que ali estava. A música tocada no aparelho de som era samba. Acredito ter ouvido “não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar…” umas oito vezes. O que mais me irritava, além do volume da música, era a voz de uma mulher. Devia ter em torno de 50 anos; provavelmente fumante; solteira ou descasada com toda a certeza, pois não há homem nesse mundo que consiga viver com aquela voz no ouvido. Eu que não acredito em inferno, gostaria que houvesse um especial só para acolhê-la. Neste inferno eu desejaria que ela estivesse sozinha e seu castigo seria ouvir eternamente a própria voz em gargalhadas como as que ouvi durante toda a noite. Bem, seis da manhã ouço a “santa” dizer pra outra que estava ao seu lado: “não vai não, já vai amanhecer!” Consegui dormir. Acordo, vejo minha corrida e, para meu desespero, a música recomeça. Reclamo com uma mulher que aparece ali no portão. Ela diz que avisou a vizinhança sobre a festa. E daí? Mas estava longe de acabar o sequestro. Agora, enquanto escrevo, ouço a risada da tal mulher, mas a música parou. Mas só agora, dez e cinquenta e nove da noite de domingo. Tudo indica que poderemos dormir em paz. Mas fico me perguntando por que será que precisamos ser invadidos tão descaradamente pelo desejo dos outros? Isso me lembra uma vizinha que tivemos: seus filhos gritavam o dia inteiro e ela, quando reclamávamos, dizia que eles precisavam aprender a lidar com suas frustrações. Ela esquecia que, enquanto eles lidavam com suas frustrações, nós pagávamos o pato.

Anúncios
Esse post foi publicado em Pensieri. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s